Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro, em Campos do Jordão (SP), têm programação especial em celebração ao Dia da Consciência Negra

Publicado em: 14 Nov 2022
Museu Felícia Leirner

Entre os destaques, estão confecções de bonecas Abayomi e baobás, contações de histórias temáticas para as crianças e oficinas de capoeira e percussão

O Museu Felícia Leirner e o Auditório Claudio Santoro, em Campos do Jordão (SP), instituições do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, geridas pela ACAM Portinari, realizam, de 17 a 20 de novembro, uma programação especial em celebração ao Dia da Consciência Negra (20/11).

Nesta quinta-feira (17), às 11h e às 15h, o setor educativo vai ministrar uma oficina que ensina a confeccionar bonecas Abayomi. Símbolos da resistência negra, elas são feitas com pedaços de tecidos, sem cola, sem costura, sem olhos, sem estrutura interna e sem detalhes, apenas com cortes e nós nos tecidos.

Já na sexta-feira (18), às 11h e a às 15h, os educadores das instituições apresentam a produção de “baobás”, atividade alusiva à árvore Baobá, carregada de memórias, significados e ancestralidade, tendo origem africana e que leva seu misticismo e beleza por onde quer que cresça.

Além disso, no sábado (19), às 11h, o grupo de capoeira “Arte na Montanha” ministra aula de conceitos de defesa, ataque, luta, musicalidade e brincadeira, seguida de roda de capoeira.

No mesmo dia, às 15h, será realizada a contação de história “Meu Crespo é de Rainha”, de Bell Hooks, destacando a diversidade dos cabelos crespos e cacheados, e a sua valorização, aceitação e representatividade, e utilizando dedoches como protagonistas da história.

E no domingo (20), às 11h, Afonsinho Menino mostra a força da africanidade, negritude e os ritmos afros, na oficina de Vivência Rítmica. O público terá a oportunidade de conhecer diversos instrumentos de percussão, bem como os timbres, usos e formas de tocar.

À tarde, às 15h, será a vez da contação da história “O Pequeno Príncipe Preto”, de Rodrigo França, narrando as viagens do protagonista por diferentes planetas, semeando lições de empatia, amor e representatividade. No fim do dia, às 18h, a ação também será compartilhada nas redes sociais do Museu e Auditório.


Visitação

O complexo que reúne Museu e Auditório, em Campos do Jordão (SP), está localizado à Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 – Alto Boa Vista. Siga nossos perfis nas redes sociais (Instagram: @museufelicialeirner | Facebook: /museufelicialeirner) ou acesse https://www.museufelicialeirner.org.br/.