Em atendimento à legislação eleitoral, alguns conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

MCI inaugura exposição virtual e lança vídeo em homenagem ao Dia Internacional da Mulher Indígena

Publicado em: 02 Set 2022
Museu das Culturas Indígenas

Nova mostra tem interface moderna e utiliza diferentes suportes – textos, vídeos, fotos e áudios – para detalhar a história e a origem do Museu das Culturas Indígenas

Vídeo, a ser divulgado em 5 de setembro nas redes sociais do museu, conta com depoimentos das mulheres indígenas que atuam neste espaço museológico

Abertura da exposição virtual “Decoloniza SP Terra Indígena”. Foto: MCI

São Paulo, setembro de 2022 – Está no ar a primeira exposição virtual elaborada pelo Museu das Culturas Indígenas (MCI), instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari) em parceria com o Instituto Maracá e o Conselho Indígena Aty Mirim. “Decoloniza SP Terra Indígena” é uma expressão de artistas indígenas pertencentes a vários povos originários que convida o público a olhar para além das fronteiras do edifício. A exposição instalada na área externa do térreo inclui uma onça Pataxó na empena da lateral esquerda do edifício-sede, grafismo Guarani que adorna o gradil da entrada, pinturas do povo Yanomami e Maxakali na entrada do Museu, lambe-lambe Baniwa, entre outros. Para conferir a mostra, acesse o site.

Criada dentro de uma única página, a exposição se divide em nove momentos e utiliza diferentes recursos digitais. Em sua primeira seção, a mostra virtual apresenta um texto que descreve a proposta do Museu. Em seguida, é possível assistir a um vídeo em que o líder espiritual Carlos Papá Mirim Poty aborda o conceito de “Tava” (pronuncia-se ‘taua’), nome escolhido pelos guaranis para o museu, que significa “casa de transformação”. Já o terceiro traz o vídeo do artista Denilson Baniwa que explica a identidade visual da instituição, criada inteiramente por ele.

O visitante também é convidado a se aprofundar nas intervenções artísticas externas do MCI: o grafismo no gradil da fachada do museu e o gigantesco mural na lateral esquerda do edifício-sede, criados pela artista Tamikuã Txihi. Em seguida, textos e fotos narram a história e o trabalho dos artistas do povo Maxakali, que cantaram e pintaram dentro do museu. Por fim, quatro galerias apresentam fotos, vídeos e áudios com os seguintes temas: Pinturas Yanomamis, Toré Pankararu, Inauguração e Grafismo Guarani.

Dia Internacional da Mulher Indígena

Na segunda-feira (05/09), o MCI irá publicar em suas redes sociais – YouTube, Instagram, Facebook, Twitter e TikTok – um vídeo em homenagem ao Dia Internacional da Mulher Indígena, com depoimentos das mulheres indígenas que atuam neste espaço museológico.

A data comemorativa foi instituída em 1983 no II Encontro de Organizações e Movimentos da América, que ocorreu em Tiahuanaco (Bolívia), como homenagem à heroína indígena Bartolina Sisa, de origem aimará que liderou revoltas contra o governo espanhol na região de Charcas (Bolívia) durante a rebelião anticolonial de Túpac Katari. Ela foi esquartejada em ato de execução no dia 5 de setembro de 1782, razão pela qual a data simboliza as lutas das mulheres indígenas.  

O vídeo realizado pelo MCI conta com a participação das mulheres indígenas Sandra Benites, Sônia Ara Mirim, Amanda Serafim Pankararu, Auá Mendes, Para Yvoty e Trudruá Dorrico. No Instagram e no Facebook a conta oficial do MCI leva o nome de @museudasculturasindigenas. Já no Twitter, deve-se buscar o usuário @mcindigenas. Para conferir o YouTube, acesse aqui.

Sobre o MCI

O Museu das Culturas Indígenas (MCI) é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo gerida pela ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari) – Organização Social de Cultura – em parceria com o Instituto Maracá, associação sem fins lucrativos que tem como finalidade a proteção, difusão e valorização do patrimônio cultural indígena. O MCI apresenta uma proposta inovadora de gestão compartilhada a ser construída ao longo da experiência, com o fortalecimento do protagonismo indígena. É em espaço de diálogo intercultural, pluralidade, encontros entre povos indígenas e não-indígenas, onde a memória da ancestralidade permitirá aos diversos povos originários compartilharem suas mensagens, ideias, saberes, conhecimentos, filosofias, músicas, artes e histórias. Uma conquista dos povos indígenas, ainda em processo de construção, neste território na cidade, aberto para que o público entre em contato com sua própria história, e com outras histórias do Brasil.

SERVIÇO

Exposição virtual Decoloniza SP Terra Indígena
Disponível no site: https://museudasculturasindigenas.org.br/decoloniza-sp-terra-indigena/
Gratuito

Museu das Culturas Indígenas
Funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 18h; às quintas-feiras até às 20h; fechado às segundas-feiras (exceto feriados)
Ingressos:  R$15,00 (inteiro) e R$7,50 (meia entrada); gratuito às quintas-feiras
Agendamentos: https://bileto.sympla.com.br/event/74784/d/149212.
Local: Museu das Culturas Indígenas (R. Dona Germaine Burchard, 451 – Água Branca, São Paulo/SP)
Informações: (11) 3873-1541
Site: www.museudasculturasindigenas.org.br

Redes Sociais:
Instagram (instagram.com/museudasculturasindigenas)
Facebook (facebook.com/museudasculturasindigenas)
Twitter (twitter.com/mcindigenas)
YouTube (youtube.com/channel/UCYgc3AXP0-UfQye5pgbVloQ)

IMPRENSA
SECRETARIA DE CULTURA E ECONOMIA CRIATIVA DO ESTADO
Assessoria de Imprensa
(11) 3339-8116 / (11) 3339-8162
(11) 98849-5303 (plantão)

imprensaculturasp@sp.gov.br

AGÊNCIA GALO
Assessoria de Imprensa – ACAM Portinari
www.agenciagalo.com
contato@agenciagalo.com

Tales Rocha
(11) 98870-1089
tales.rocha@agenciagalo.com

Mariana Nepomuceno
(11) 97152-4834
mariana.nepomuceno@agenciagalo.com

Thiago Reboucas
(11) 98562-3094
thiago.reboucas@agenciagalo.com