• portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

Governo de São Paulo lança curso a distância com chancela da Unesco para profissionais de museus

Realizada pela Secretaria de Estado da Cultura, por meio da ACAM Portinari e do SISEM, a qualificação é fundamentada em manual do Conselho Internacional de Museus; aulas começam na próxima segunda (9/5), pela Universidade de Ribeirão Preto

A Secretaria de Estado da Cultura dá início a uma nova etapa na capacitação para profissionais da área de museus. A iniciativa inédita, realizada por meio do Sistema Estadual de Museus (SISEM) e da Associação dos Amigos do Museu Casa de Portinari (ACAM Portinari), consiste na criação de um curso livre a distância utilizando a plataforma virtual de uma das dez melhores universidades do Estado São Paulo na avaliação do MEC, a Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp). As aulas começam na próxima segunda-feira, 9 de maio.

Fundamentado pelo manual prático de como gerir museus do ICOM (Conselho Internacional de Museus) e da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), o curso “Introdução ao Trabalho em Museus” tem o objetivo de aprimorar profissionais de instituições museológicas e outros interessados na área de patrimônio e cultura, ampliando os diálogos existentes entre os profissionais nos trabalhos nas instituições. “A capacitação de profissionais de museus, uma ação contínua da Secretaria, agora se renova com a oferta de aprendizado de qualidade a distância”, afirma o Secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo.

As aulas online trazem conteúdos para que museólogos e demais funcionários possam ter conhecimentos em comum e atuar de forma colaborativa.

Os estudos serão realizados em um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), mediados pelo Moodle, um dos Learning Management System (LMS) mais utilizados no mundo para oferta de cursos a distância, por meio de recursos como textos, imagens, apresentações de detalhes e exemplos, além da exploração da internet, interações de comentários, questões e discussões, entre os participantes e professores-tutores.

De material didático, os alunos contarão com um guia de estudo impresso e está previsto também que haja encontros presenciais facultativos para socialização.

Com 55 vagas, a edição inaugural tem carga horária de 160 horas e duração de 16 semanas. Nessa primeira etapa, as vagas foram preenchidas por profissionais que já exercem atividades na área e foram convidados. As tutoras do curso são a pesquisadora Elisabeth Zolcsak e a professora doutora em museologia Marília Xavier Cury. Os alunos contarão com um guia de estudo impresso.

O conteúdo das aulas aborda o trabalho em museus buscando ser completo, enriquecedor e aplicável ao dia-a-dia. Entre os assuntos, estão desde o papel das instituições museológicas, a ética profissional, conservação de acervo, acolhimento de visitantes, educação em museu, até instruções sobre marketing na área.

Marília Xavier Cury

Museóloga, graduada em educação artística pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, Marília Xavier Cury fez especialização em museologia, mestrado e doutorado em ciências da comunicação pela Universidade de São Paulo (USP), onde atualmente é professora e dirige o Museu de Arqueologia e Etnologia. Tem experiência em comunicação museológica, expografia, estudos receptivos e avaliação museológica, educação patrimonial e em público de museus.

Elisabeth Zolcsak

Graduada em ciências biológicas pela USP, com especialização em museologia (FESPSP), Elizabeth Zolcsak é mestra em ciência ambiental e doutora em ciências – geografia humana, ambas pela USP. Exerce atualmente atividades relacionadas à divulgação científica e cultural, comunicação museológica, educação e comunicação ambiental.

ACAM Portinari

A Associação Cultural de Amigos do Museu Casa de Portinari (ACAM Portinari) administra, em convênio com a Secretaria de Estado da Cultura, sete museus no interior de São Paulo pertencentes ao governo do Estado. Além do Museu Casa de Portinari, em Brodowski, a ACAM responde por instituições museológicas em Tupã e Campos do Jordão. A gestão compartilhada de museus atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Essas instituições parceiras, sem fins lucrativos, são chamadas Organizações Sociais. Elas foram criadas por lei em 1998.

Sistema Estadual de Museus

O SISEM-SP reúne e articula todos os museus do Estado em busca de promover o desenvolvimento e fortalecimento institucional. É coordenado pela Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria de Estado da Cultura (UPPM) e atualmente reúne cerca de 502 instituições, públicas e privadas, de 159 municípios. Entre as principais ações do SISEM, está a realização de exposições itinerantes e de estudos detalhados sobre cada museu e cidades onde estão localizados. O SISEM promove, ainda, programas de formação, capacitação e aperfeiçoamento técnico de profissionais, além de convênios entre os museus do Estado e instituições nacionais e internacionais, com o objetivo de aprimorar e valorizar as próprias instituições e seus acervos. Para saber mais acesse www.cultura.sp.gov.br.

Secretaria de Estado da Cultura:
Ciro Bonilha – (11) 2627- 8166
cbonilha@sp.gov.br
Karine Serezuella – (11) 2627-8243
kserezuella@sp.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*