• portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

Museu Casa de Portinari abre as portas para o samba

Durante visita no dia 28/7, o carnavalesco Alexandre Louzada e o vice-presidente da escola, Beto Monteiro, se emocionaram e adiantaram detalhes do desfile que homenageará Candido Portinari, no Carnaval 2012

O Museu Casa de Portinari, instituição da Secretaria de Estado da Cultura gerida em convênio com a ACAM Portinari, recebeu no dia 28/7 dirigentes da Mocidade Independente de Padre Miguel. O carnavalesco Alexandre Louzada e o vice-presidente comercial, Beto Monteiro, estiveram em Brodowski com intuito de conhecer as origens do pintor Candido Portinari, tema da escola de samba carioca no Carnaval 2012.

Eles foram recepcionados pela diretora da ACAM, Angelica Fabbri. “A possibilidade de transformar a vida e obra de Portinari em samba-enredo é importante para popularizar o legado do pintor.”

Para Alexandre Louzada, o objetivo da escola é desenvolver um desfile que capte a alma de Portinari. “Iremos levar para a avenida um pouco da poesia e da simplicidade do artista.” Durante a visita, o carnavalesco encantou-se com uma máquina de moer café. “Temos que levar esse aroma para a Sapucaí.” Louzada também adiantou que pretende criar um carro-alegórico todo pintado a lápis, em alusão às ilustrações feitas por Portinari para uma edição de “Dom Quixote”, de Cervantes.

Segundo Beto Monteiro, a escolha do tema era um sonho antigo de Alexandre Louzada, responsável pelo desenvolvimento artístico do enredo “Por ti, Portinari, rompendo a tela, a realidade”. “A escolha de Portinari foi especial, pois o pintor tem tudo a ver com a nossa escola. Ele é do povo”, afirma.

Os representantes da escola ficaram deslumbrados com as pinturas murais feitas nas paredes da casa, nas técnicas de afresco e têmpera, e com a riqueza artística da “Capela da Nonna”, pintada por Portinari para a avó que estava doente e não podia se locomover até a igreja. “O museu é maravilhoso, possui uma energia diferente. Estou emocionado”, diz Monteiro.

A próxima visita dos dirigentes da Mocidade a Brodowski ainda não tem data definida, mas o vice-presidente comercial da agremiação cogita a possibilidade de futuramente pré-lançar o samba-enredo da escola na terra natal de Candido Portinari. Também pretende enviar a Brodowski um CD com os sambas, para que a cidade possa votar e ajudar a escolher a versão que estará na avenida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*