• portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

Museu Índia Vanuíre assina convênio com o MAE/USP

Parceria busca o desenvolvimento e fortalecimento do museu na área de pesquisa, ação educativa e salvaguarda do acervo A ACAM Portinari, organização social de cultura que administra o Museu Índia Vanuíre em convênio com a Secretaria de Estado da Cultura, assina nesta sexta-feira, dia 10 de junho, um convênio com o Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE/USP).

A parceria firmada por dois anos busca desenvolver o potencial de pesquisa do museu de Tupã (SP) em arqueologia, etnologia e museologia, além de ações conjuntas de comunicação museológica, intercâmbio de equipes, projetos, exposições e estrutura administrativa para suporte técnico. É a primeira vez que o Museu Índia Vanuíre celebra um instrumento dessa natureza. Em consonância com a Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria, a ação visa a consolidar a reestruturação do espaço cultural e a sua requalificação, para torná-lo uma referência na área.

Entre as atividades, que se iniciam ainda em junho, estão pesquisas sobre exposições antropológicas e investigações arqueológicas em sítios do sistema regional Kaingang, conduzidos pela coordenadora do MAE, Marília Xavier Cury, e pelo arqueólogo José Luiz de Morais, respectivamente. Está prevista também cooperação em uma pesquisa vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Memória Social (PPGMS) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), do mestrando Josué Carvalho. Na área da comunicação museológica serão realizadas discussões conjuntas de exposição sobre as tradições Kaingang, buscando a elaboração de um novo projeto expositivo; um intercâmbio de experiências educacionais entre o Museu Índia Vanuíre e o Museu de Arqueologia e Etnologia; e o desenvolvimento de uma metodologia para traçar o perfil do público que visita a instituição de Tupã.

A salvaguarda do acervo também está contemplada no plano de trabalho, tanto para conservação preventiva quanto corretiva das peças em reserva técnica e em exposição. Por fim, a parceria prevê a preparação de um projeto para o 1º Encontro Paulista de Questões Indígenas em Museus, que deve ser realizado no próprio Museu Índia Vanuíre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*