• portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

WEBSITE DO SISEM-SP GANHA VERSÃO TRADUZIDA PARA OUTROS IDIOMAS

O site do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, passou por modificações e está mais inclusivo e globalizado.

Além dos recursos já existentes de acessibilidade, como o que permite a alteração do tamanho da fonte, facilitando a leitura de usuários com baixa visão e do plugin Hand Talk, ferramenta que permite a tradução de textos por meio da linguagem de Libras, o website ampliou a acessibilidade de seus materiais ao disponibilizar parte de seu conteúdo traduzido para os idiomas inglês e espanhol.

O site é um importante canal de comunicação do SISEM-SP e como está visível para todo o mundo, a tradução de conteúdos faz com que eles estejam adaptados ao acesso do público estrangeiro.

“As inovações que permitiram aos usuários do website do SISEM-SP acessá-lo também em língua inglesa e espanhola ampliam ainda mais a acessibilidade comunicacional aos conteúdos produzidos pelo Sistema Estadual de Museus de São Paulo. Juntamente com outros recursos comunicacionais já existentes, como o que facilita o acesso a usuários com baixa visão, por exemplo, dessa forma reiteramos nosso compromisso de respeito à diversidade de nossos públicos”, diz Davidson Kaseker, diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP (GTC/SISEM-SP).

Para facilitar o atendimento e sanar as dúvidas mais correntes dos internautas com rapidez, a seção “Fique por dentro” do site também ganhou a subseção “Perguntas frequentes”, que traz diversas informações sobre o SISEM-SP, suas atuações, estrutura organizacional e ações junto ao setor museológico, entre outros dados.

Fonte de informações do setor

O site do SISEM-SP é referência para o setor museológico com a disponibilização de publicações, atividades, legislação e notícias diversas da área para profissionais e estudantes. Em 2019, os números da página www.sisemsp.org.br cresceram mais de 100% em um ano. Foram contabilizadas 229.027 sessões, 130.034 a mais do que as 98.993 registradas em 2018, segundo dados da ferramenta Google Analytics. No primeiro semestre deste ano, o site contabilizou 105.572 sessões abertas.

Criado em 2010, o website foi reformulado em março de 2017 e aprimorou o acesso aos dados, oferecendo uma navegação mais ágil nas pesquisas sobre informações e nos downloads de publicações e documentos do setor.

O aumento no número de downloads corrobora a consolidação do site como importante fonte de informação e capacitação do setor. Em 2019 foram realizados 2.923 downloads de publicações do SISEM-SP, superando os 2.103 efetuados em 2018. O levantamento de tipos de documentos baixados permitiu identificar a relevância de cada publicação para o público. No ano passado foram realizados 39.760 downloads de documentos que estavam divididos nos grupos: Série Memória Institucional (16.309), Textos de interesse (1.124), CEM-SP: Documentos Úteis (2.163), Referências Bibliográficas (7.206), Política Estadual de Museus (2.776), Legislação SISEM-SP (4.531), Legislação das Representações Regionais (470), Plano de Comunicação Institucional (2.031) e Relatórios (3.150).

No primeiro semestre deste ano, o SISEM-SP reestruturou a disposição das publicações disponíveis em seu website, de forma a facilitar o acesso a documentos de acordo com interesse do visitante. Foram efetuados 7.965 downloads divididos nos grupos: Publicações do SISEM-SP (1915), Série Memória Institucional (904), Textos de Interesse (447), CEM-SP: Documentos Úteis (846), Referências Bibliográficas (1988), Política Estadual de Museus (517), Legislações (826), Plano de Comunicação Institucional (126) e Relatórios (396). Na seção Publicações, o internauta encontra obras como “Introdução aos Vocabulários Controlados”; uma série com cinco edições sobre “Questões Indígenas e Museus”; “Documentação e Conservação de Acervos Museológicos – diretrizes”; edições de manual prático e manual do instrutor “Como Gerir um Museu”; volumes 1 e 2 de “Waldisa Rússio Camargo Guarnieri –textos e contextos de uma trajetória profissional”, entre outras. Também acessa o e-book “Rede de redes: diálogos e perspectivas das redes de educadores de museus no Brasil”, resenhas, artigos, referências bibliográficas, Série Memória Institucional e textos de interesse.

Nas seções Museus e Sustentabilidade, Sonhar o Mundo e Encontro Paulista de Museus, o internauta encontra diversos materiais relativos a essas atividades de destaque realizadas pelo SISEM-SP.  Em Ações, estão subseções que detalham as Linhas de Ação, Articulação, Apoio Técnico, Comunicação, Formação e Fomento do Sistema.

O website do SISEM-SP facilita o acesso ao canal do Youtube e às redes sociais Facebook, Instagram e Twitter ao disponibilizar seus respectivos links. Também divulga notícias do setor, incluindo programações culturais dos museus da Capital, litoral e interior do estado, vagas de trabalho ofertadas pelas instituições museais e acesso a contatos por meio das seções Fale Conosco e Canais Cultura SP (Ouvidoria e Transparência Cultura).

Cadastro Estadual de Museus de São Paulo

O portal também permite às instituições museológicas terem acesso aos parâmetros técnicos do Cadastro Estadual de Museus de São Paulo (CEM-SP), que além de ser uma exigência normativa é também uma necessidade, com o objetivo de sistematizar informações, subsidiar pesquisas, orientar o desenvolvimento institucional e embasar políticas públicas para o setor.

A consolidação da Plataforma ADA, ambiente on-line incorporado ao site em junho de 2017, que possibilita aos museus do Estado a inscrição no CEM-SP, colaborou para a ampliação do fluxo de visitação do portal. A plataforma concentra todas as informações referentes aos processos cadastrais dos museus e, por meio dela, é possível aos usuários criar perfis profissionais para a inscrição de ações com a parceria ou realização do SISEM-SP. Também possibilita criar instituições que permitirão a submissão de Instrumentos de Qualificação Cadastral, bem como a consulta a relatórios técnicos e relatórios situacionais, pareceres com base nas visitas técnicas de aferição e o resultado das deliberações realizadas pelo Conselho de Orientação do SISEM-SP (COSISEM).

Fonte: SISEM-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*